Qual é a moeda oficial da Hungria? É melhor pagar em dinheiro ou com o cartão de crédito? É melhor pagar em euros ou em florins húngaros? 

A moeda oficial de Budapeste é o florim húngaro (HUF). Algumas pessoas, ao falar da moeda em plural, chamam os florins de forintos, já que o nome em húngaro é forint.

A Hungria tem planos de adotar o euro, mas não há um prazo para que isso aconteça.

Notas e moedas

Em Budapeste, você irá encontrar notas de 500, 1.000, 2.000, 5.000, 10.000 e 20.000 florins. As moedas em circulação são de 5, 10, 20, 50 e 100 florins.

Billetes de Hungría

Caixas eletrônicos e bancos

No centro da cidade você não terá nenhum problema para encontrar bancos e caixas eletrônicos. A medida que você se afaste das principais ruas comerciais, a presença de caixas eletrônicos diminui consideravelmente. 

Como pagar?

Atualmente, a melhor maneira de pagar é com dinheiro em efetivo, pois o imposto cobrado para trocar reais por moeda estrangeira é mais baixo do que aquele que incide sobre as compras feitas com o cartão de crédito no exterior ou em cartões pré-pagos.

Para quem viaja com frequência, pode ser interessante usar o cartão de crédito e assim ganhar pontos em programas de milhas.

Por questões de segurança, o mais recomendado é diversificar a forma como você irá levar o dinheiro na viagem, usando não só dinheiro em espécie, mas também o cartão de crédito e pré-pago, para o caso de alguma emergência.

Onde trocar o dinheiro?

O melhor tipo de câmbio costuma ser oferecido nas casas de câmbio perto do centro da cidade. A cotação média dos bancos, aeroportos e hotéis costuma ser mais elevada. Para os brasileiros, o mais recomendado é trocar reais por dólares ou euros no Brasil e, já na Hungria, trocar por florins.

Antes da viagem, recomendamos que você consulte com o seu banco a comissão cobrada por sacar dinheiro no exterior em moeda estrangeira. Assim, você pode ver se vale a pena sacar dinheiro nos caixas eletrônicos de Budapeste.

Tipo de câmbio

O câmbio médio é de 85 florins por 1 real.