Ponte das Correntes

Uma das atrações mais especiais e únicas de Budapeste é a Ponte das Correntes, que une os lados de Buda e Peste.

A Ponte das Correntes é a ponte mais antiga de Budapeste e a mais conhecida de todo o rio Danúbio. Oficialmente é conhecida como Ponte Széchenyi em homenagem ao seu criador, o conde István Széchenyi.

Até a construção da ponte, o Danúbio só podia ser atravessado de barco ou, durante os invernos frios, caminhando sobre suas águas congeladas.

A dificuldade de cruzar o Danúbio nas estações intermediárias foi o principal motivo da construção da ponte.

A Ponte das Correntes foi finalmente inaugurada em 20 de novembro de 1849, depois de 20 anos de obras.

A reconstrução da ponte

A atual Ponte das Correntes não é a que se construiu há mais de 150 anos, e sim uma reconstrução dessa.

Durante a Segunda Guerra Mundial, os alemães explodiram todas as pontes da cidade. A nova ponte foi inaugurada em 1949, 100 anos depois que a primeira.

A vista mais bonita da ponte é quando a noite cai, com o Castelo de Buda iluminado ao fundo.

Transporte

Qualquer linha de bonde que percorra as margens do Danúbio.
Metrô: Vörösmarty tér, linha M1 (amarela).